sexta-feira, 8 de julho de 2011

John Wayne Gacy “O Palhaço Assassino”- Serial Killer

John Wayne Gacy nascido em 17 de março 1942, único filho homem entre duas irmãs, seu pai era um alcoólatra que tinha medo absurdo de não ser o bom bastante, sempre achava que os outros iriam ser melhores do que ele e era um tremendo preconceituoso, odiava homossexuais e políticos. Gacy era punido por qualquer coisa que seu pai considerasse como um erro, nada do que fazia parecia o suficiente para agradá-lo, era um ótimo aluno adorado pelos professores mas não muito pelos outros alunos que viviam fazendo brincadeiras com o coitado, já com sua mãe seu contato era mais forte, ela também apanhava de seu marido e por conta disto eles “dividiam” as dores, até que anos e mais anos se passaram e Gacy cresceu, se casou em 1964, casamento que durou até 1968 quando Gacy foi preso por ter sido encontrado praticando atos sexuais com um jovem na casa de banho de um bar, acontecimentos mais, acontecimentos menos, chegamos ao ano de 1978.


Março de 1978, Chicago, Jeffrey Ringall, 27 anos estava andando tranquilamente quando um carro preto passou por ele, o motorista colocou a cabeça para fora e elogiou o bronzeado fora de época do rapaz, os dois riram e conversaram e o homem do carro convidou o rapaz para dar uma volta em seu carro, o jovem Ringall adorou a ideia de sair do frio e dividir um “baseado” que o homem também havia oferecido, entrou em seu carro e ao meio da conversa o estranho homem o agarrou e colocou sobre seu nariz um pano encharcado de clorofórmio, quando acordou estava em baixo de uma estatua em pleno Lincoln Park e não fazia a menor ideia e de como havia chegado lá, foi até a casa da namorada sentindo-se muito mal, ao tirar a roupa não acreditou no que viu… dilacerações na pele, hematomas, queimaduras, o que levou Ringall a ficar 6 meses internado, por falta de informações ficou difícil da policia investigar o caso.

image

11 de Dezembro de 1978 – Des Plaines, Chicago: Robert Piest, 15 anos, trabalhava em uma farmácia, sua mãe havia ido buscá-lo mas ele pediu para que ela aguardasse mais um pouco lá fora, pois ele iria conversar com um empreiteiro que estava lhe oferecendo um emprego. O tempo foi passando e o garoto não voltava, depois de procurar varias vezes pela farmácia sem encontrar seu filho, já desesperada, resolve chamar a policia, depois de informar a policia o nome do tal empreiteiro que havia oferecido o emprego para o jovem a policia resolveu ir até a casa dele. Quem atendeu a porta foi o próprio John Wayne Gacy, o tenente explicou-lhe sobre o garoto desaparecido e pediu pra que o acompanhasse até a delegacia para tomar seu depoimento, Gacy afirmava não saber nada sobre o menino. Assim que o homem saiu da delegacia o tenente resolveu checar a ficha do sujeito e se espantou com o passado criminal do dele, tratava-se de um homem de grande prestigio por onde morava e aparentemente ninguém sabia de seu passado ou de sua conduta, era membro do conselho católico, inter-clubes, membro da defesa civil de Chicago, membro da sociedade dos nomes santos, eleito homem do ano e tesoureiro do partido democrata, sua foto havia aparecido nos jornais quando foi recebido pela primeira dama, Rosalind Carter. Também se tratava de um homem tremendamente caridoso que se fantasiava de palhaço com nome de Pogo e entretia crianças em festas beneficentes e hospitais. O tenente então pediu um mandato para investigar a casa do gordinho, lá, encontraram vários objetos suspeitos, mas o que mais incomodava era o mal cheiro que vinha dos fundos da casa de Gacy, eles não investigaram isso por achar que seria algum problema no esgoto e por estarem empenhados em achar o menino, encontraram varias coisas, incluindo maconha, então chamaram Gacy para que ele explicasse os objetos encontrados mas não puderam segura-lo por conta disso, mesmo assim, mantiveram vigilância 24 horas… Lembram de Jeffrey Ringall? O jovem rapaz violentado por um homem dirigindo um carro preto? O jovem ficou decidido a encontrar o quem o violentou, ele lembrava-se de ter visto uma certa avenida em direção a casa do tal homem, não teve duvidas pegou seu próprio carro e estacionou nesta avenida durante horas até avistar um carro preto da mesma marca e modelo do que havia sido capturado, teve sucesso, encontrou o carro, seguiu-o até a casa, obteve nome do morador e imediatamente entrou com uma queixa de ataque sexual contra John Wayne Gacy. A policia resolveu investigar novamente a casa de Gacy e desta vez resolveram investigar de onde vinha aquele fedor. Não demorou para os policiais encontrarem 3 corpos embaixo de sua casa, o que os surpreendeu, jamais imaginaram a magnitude do que seria encontrado por ali.
image
Gacy era responsável por mais de 30 vitimas de tortura e assassinato, quando o chão de sua casa foi removido vários corpos em covas rasas foram encontrados, a casa de Gacy foi escavada até a fundação e mais corpos foram encontrados.

Gacy atraia as vitimas para sua casa com a promessa de emprego ou pagamento em troca de sexo, a maioria de suas vitimas eram estupradas, torturadas e estranguladas com uma corda apertada vagarosamente no estilo garrote, Gacy gostava de ler passagens bíblicas enquanto fazia isso, algumas vezes ele se vestia de palhaço enquanto torturava suas vitimas. O julgamento de John Wayne Gacy iniciou-se em 6 de fevereiro de 1980, a Acusação descrevia Gacy como assassino sádico racional e calculista e a defesa o descrevia como irracional impulsivo e insano incapaz de controlar seu comportamento. Foi considerado culpado da morte de 33 jovens e recebeu a pena de morte por injeção letal.

Na prisão, Gacy se dedicou a pintura artística, seu tema preferido eram palhaços e muita gente pagou caro por suas pinturas, nos 14 anos em que esteve preso Gacy se divorciou, se formou em psicoterapia, tentou suicídio e se tornou cachaceiro. No seu último dia de vida, 10 de maio de 1994, exatamente as 21:01 ele foi retirado de sua cela, amarrado em uma maca e recebeu uma solução salínica em seu braço, quando questionado sobre suas últimas palavras em vida Gacy simplesmente olhou para o seu carrasco que ali estava e em tom alto simplesmente disse: “Kiss My Ass.!” (Beije minha bunda).

Alguns quadros de Gacy

image
image
image
John Wayne Gacy levou 18 minutos para morrer, o tubo por onde o soro da morte estava sendo misturado e injetado para sua corrente sanguínea entupiu, Gacy bufou os atendentes da câmara da morte, imediatamente fecharam as cortinas em volta dele e começaram a lutar para desentupir o tubo,trocaram por outro, Gacy abriu os olhos pela ultima vez…finalmente as drogas conseguiram adentrar no corpo do palhaço e o monstro finalmente foi executado… Morria ali um misterioso assassino que se escondia atrás da mascara de um palhaço, morria ali um louco com uma mortal necessidade de jovens vitimas e com ele o segredo da identidade de varias delas.